Felizes Festas Juninas

Felizes Festas Juninas
FELIZES FESTAS JUNINAS!!!

Missão

Nossa missão: Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Display

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Translate us (traduza-nos)

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Lição moral bastante atual

Lição moral bastante atual

sexta-feira, 30 de março de 2012

Flagrante do cotidiano 10


                    Por esses dias, passando pelos arredores do Hemoce, lembrei-me da postagem "Flagrante do cotidiano 3". Vi, mais uma vez, um cabo telefônico muito baixo, daqueles que falta pouco para ser convertido em um cabo subterrâneo. Um amigo meu que estava comigo na ocasião perguntou porque nao poem pelo menos um sutiã para sustentar.

quinta-feira, 29 de março de 2012

quarta-feira, 28 de março de 2012

Arena


Bem, eu já havia expressado antes, lá em Consciência Acadêmica, minha opinião sobre o Big Brother Brasil e sobre outras artimanhas da Globo, e, agora, quero complementar, dizendo que vejo o BBB apenas como uma versão moderna e televisionada dos circos romanos.

terça-feira, 27 de março de 2012

A rampa digital

                 
                    Mais uma vez, o Fantástico mostrou um exemplo de esquema de corrupção, na contratação de empresas privadas para prestação de serviços públicos. A bola da vez foi o programa Jampa Digital, um programa da administração municipal de João Pessoa que visava irradiar sinal de Internet sem fio para toda a cidade, especialmente na orla marítma. Além disso, o programa visava tornar João Pessoa a primeira capital digital do país. Ele também consistia na instalação de dezenas de câmeras de vigilância em pontos estratégicos da cidade e na informatização de todas as escolas públicas municipais e de diversas repartições públicas municipais.

segunda-feira, 26 de março de 2012

Na oficina de Deus 3

                  
                    Neste domingo que passou, em vários estádios de futebol, Chico Anysio foi homenageado pelas diversas equipes que estavam em campo, tais como Palmeiras, a equipe predileta do artista em São Paulo, Vasco, a equipe predileta da artista no Rio de Janeiro, Ceará, clube do qual seu pai, que em meados dos anos 1930 era um dos empresários mais ricos do Estado, chegou a ser presidente, e seu eterno rival, o Fortaleza, por exemplo.

sábado, 24 de março de 2012

Na oficina de Deus 2

 

                    "E o salário, ó". Bem, o salário foi curto, mas a vida, longa. Assim como o cantor Vando, o mestre do humor Chico Anysio, cearense de Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza, também estava na oficina de Deus, dando alguma margem de esperança de que voltaria em breve, mas acabou sendo também convocado e se viu obrigado a alçar vôo, ontem à tarde.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Guerra nas estrelas 2


Já que falamos em Oscar, cinema e direitos autorais, eu considero pertinente falar sobre uma lei que supostamente deve regulamentar o segmento de TV paga e incentivar a divulgação da cultura nacional, embora de uma maneira meio que forçada, com a fixação de uma cota mínima de filmes nacionais nas grades de programação semanais das emissoras. Trata-se da lei nº 12485/2011. Sobre esta lei, enviei uma mensagem ao Senado, que transcrevo a seguir. 

quinta-feira, 22 de março de 2012

Águas de março 2


                    Você deve ter ouvido falar de uma polêmica reportagem apresentada na edição do último domingo 18, do Fantástico, na qual são desnudados esquemas de corrupção em órgãos públicos, no tocante aos pagamentos de propinas por parte de empresas privadas que prestam serviços ao SUS, em troca de privilégios nas licitações.

segunda-feira, 19 de março de 2012

O médico e o monstro 4


A passagem bíblica a seguir, que foi o trecho do Evangelho abordado na missa desse domingo que passou, traz à tona algumas reflexões sobre saúde.

domingo, 18 de março de 2012

Flagrante do cotidiano 9


                      Um dia desses, detive-me a olhar para esta árvore da foto, ou pelo menos o que sobrou dela, numa esquina próxima ao Hospital das Clínicas da UFC. A pobre árvore teve de ser depenada, há cerca de um ano, para ver se parava de crescer, de quebrar a calçada com suas raízes, de sujar a rua com suas folhas e com seus frutos, de começar a se quebrar com seu peso e de ameaçar cair a qualquer momento sobre os carros estacionados na esquina.

sábado, 17 de março de 2012

Guerra nas estrelas


Há algumas semanas, mais uma vez os brasileiros embarcaram em mais uma malograda odisseia internacional que visava trazer uma estatueta dourada para o Brasil, algo que pudesse coroar nossa produtividade cultural e banhar nosso ego. Sem querer ser pessimista e mal agourento, eu já sabia que aquilo não ia acabar bem, que seria só mais um espetáculo, como se diz no Ceará, “prá inglês ver”. Deixei o seguinte comentário no Facebook:

sexta-feira, 16 de março de 2012

quinta-feira, 15 de março de 2012

Trote 2




Voltando à questão do movimento estudantil, politização não é tudo, mas deveria ser lembrada na formação de qualquer indivíduo, não apenas dos universitários. Quando digo politização, não me refiro à vinculação obrigatória a um determinado partido político. Politização é quando o cidadão conhece sua razão de ser cidadão e de viver em sociedade, sob a tutela do Estado, sabendo o que é o Estado, como ele funciona e para que ele serve. Muita gente sai da escola sem saber o básico a respeito desse tema e, por isso, não sabe como nem onde reivindicar seus direitos e cumprir seus deveres adequadamente. Ainda sou muito jovem para dizer se, quando havia as disciplinas de OSPB (Organização Social e Política Brasileira) e de moral e cívica nas escolas, a situação era melhor que hoje. Se alguém souber, por favor me diga.

quarta-feira, 14 de março de 2012

Flagrante do cotidiano 8





                    Não sei se já falei sobre isto aqui uma vez, mas é que Fortaleza tem um fenômeno interessante, que talvez se verifique em São Paulo também, embora chame menos a atenção. Acontece que, em nossa terra, chuva está cada vez mais escassa. Então, toda vez que chove, me parece que todo mundo sai às ruas só para ver a chuva caindo e talvez se banhar nela também. Não vejo outras desculpas para tanta gente ocupando as ruas, num começo de tarde qualquer, quando poderiam estar fazendo uma siesta após o almoço ou mesmo trabalhando.

terça-feira, 13 de março de 2012

Trânsito


Há alguns anos, em uma matéria do Blog do Eliomar, hospedado na página de O Povo, que atenta para os direitos dos condutores de veículos automotores, deixei o comentário transcrito a seguir. Com ele, abro neste espaço um debate sobre o que podemos fazer para melhorar o trânsito em nosso país. Vou lançar a primeira ideia. E você, o que me diz???

segunda-feira, 12 de março de 2012

Trote




Neste começo de temporada, iniciam-se mais uma vez os períodos letivos, em diversas instituições de ensino superior do país, com entrada de novos personagens nos seus elencos. Portanto, vejo que é hora de retomar um tema polêmico sobre o qual eu havia discorrido, lá em Consciência Acadêmica, há dois anos, e que deixei em stand by. 

domingo, 11 de março de 2012

sábado, 10 de março de 2012

Atitude


Em todos os serviços médicos onde trabalhei ou trabalho, há casos de pacientes que vêm sendo mal manejados há anos, e não compreendo porque, depois de tanto tempo, algumas bombas sempre explodem justamente nas minhas mãos. Muitos casos vinham sendo conduzidos por anos a fio sem histórias clínicas devidamente documentadas por escrito e quem pagou o pato fui eu. Seria por causa da minha eterna e antiga vocação para saco de pancadas, marcada por uma estrela na minha testa, que eu trago desde os tempos da faculdade???

sexta-feira, 9 de março de 2012

Justiça social 2


Quando vem uma criança lhe pedir esmola ou comida na rua, talvez você pergunte por que ela não vai para casa comer. Então ela responde que em sua casa não há comida. E por que não pede aos pais? Porque eles não têm condições de comprar. Na postagem “Futuro do Brasil”, contei sobre um garoto que me pediu dinheiro, quando estava em uma lanchonete, em Sobral. Foram mais ou menos essas as justificativas que ele me deu para estar fora de casa em altas horas.

quinta-feira, 8 de março de 2012

Justiça social


Há alguns anos, estava viajando num ônibus de Sobral para Fortaleza, quando, na entrada da capital, subiu um homem com roupa de vigilante, porteiro ou coisa parecida. Ele pediu ajuda, dizendo que estava com um filho internado em um hospital próximo dali e que havia passado a noite acompanhando a criança e estava sem se alimentar e dormir e em sua casa faltava comida. Veio então um funcionário da empresa de ônibus e o expulsou. Ele desceu dizendo: “Eu estou com fome”.

quarta-feira, 7 de março de 2012

O médico e o monstro 3




Espero que você tenha compreendido a ligação entre “O Médico e o Monstro” e os estudos de casos publicados por Freud e que deram origem à psicanálise, conforme eu expliquei naquela postagem. Ambos são trabalhos contemporâneos e versam sobre o dualismo conflitante da personalidade. Mas você deve estar se perguntando o que tudo isso tem a ver comigo, não é verdade?

terça-feira, 6 de março de 2012

O médico e o monstro 2


Retomando o que eu estava dizendo sobre o livro “O médico e o monstro, trata-se de uma obra de ficção científica e policial que versa sobre os trabalhos de um médico londrino chamado Harry Jekyll empenhado em desenvolver uma droga psicotrópica que seja capaz de separar os lados bom e mau da personalidade de um mesmo indivíduo, neutralizando o último. Usando a si mesmo como cobaia, sempre que ele ingere a droga, ele se converte em uma outra pessoa completamente diferente. Ele se transforma em um homem mais baixo, encurvado, com um jeito de olhar bem peculiar e marcante, e, acima de tudo, com um desejo de matar para sentir prazer. 

segunda-feira, 5 de março de 2012

Sonhos

Há alguns anos, uma companheira de faculdade me disse que havia sonhado comigo. Contou que estava sentada em uma calçada com sua mãe e que, ao me ver caminhando pela rua, chamava minha atenção, eu cumprimentava de volta e seguia meu caminho, cabisbaixo. Parece um sonho banal, sem significado algum. Por que ela foi sonhar justamente comigo, quando podia ter sonhado com um ator global ou até mesmo com o namorado dela? E por que o sonho teve de se processar daquela maneira? Bem, isso não importa, porque parece ter sido um processo aleatório mesmo, o que nos mostra a incrível capacidade da mente humana de combinar as impressões que captamos do mundo a partir de nossos sentidos e de elaborar esses “curtas metragens” meio dadaístas, sem sentido algum aparente, mas que podem refletir preocupações e desejos conscientes ou inconscientes.

sábado, 3 de março de 2012

Águas de março


“Quando eu tiver coberto o céu de nuvens por cima da terra, o meu arco aparecerá nas nuvens, e me lembrarei da aliança que fiz convosco e com todo ser vivo de toda espécie, e as águas não causarão mais dilúvio que extermine toda criatura.”
Gênesis 9:14,15

sexta-feira, 2 de março de 2012

Flagrante do cotidiano 7

          

            Como diz o ditado, "em terra de cego, quem tem olho é rei". Pois bem, o nosso querido Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), vulgo Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Ceará (UFC), que vem prestando serviços de saúde relevantes à comunidade, há mais de meio século, que, há exatos cinquenta anos, instalou os primeiros programas de formação de médicos especialistas do Ceará, e que esteve realizando esta semana sua jornada científica anual, com alusão especial a esse aniversário, é um hospital de referência em ensino, pesquisa e assistência médica, não apenas para o povo cearense, mas também para pacientes de Estados vizinhos e até mesmo de lugares mais distantes, como Brasília e Manaus, por exemplo.

quinta-feira, 1 de março de 2012

Flagrante do cotidiano 6


            Dedico a postagem de hoje à apresentação de algumas mazelas do trânsito que tenho visto em minha cidade, nos últimos dias. A imagem acima e a próxima, por exemplo, são de um carro que ficou aparentemente esquecido no meio da rua, em frente à entrada de um estacionamento, nos arredores do Hospital das Clínicas da UFC, dificultando a entrada e a saída de outros carros daquele estacionamento.

Festas Juninas são assim.

Festas Juninas são assim.