Missão

Nossa missão: Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Display

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Translate us (traduza-nos)

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Lição moral bastante atual

Lição moral bastante atual

quinta-feira, 8 de março de 2012

Justiça social


Há alguns anos, estava viajando num ônibus de Sobral para Fortaleza, quando, na entrada da capital, subiu um homem com roupa de vigilante, porteiro ou coisa parecida. Ele pediu ajuda, dizendo que estava com um filho internado em um hospital próximo dali e que havia passado a noite acompanhando a criança e estava sem se alimentar e dormir e em sua casa faltava comida. Veio então um funcionário da empresa de ônibus e o expulsou. Ele desceu dizendo: “Eu estou com fome”.

“Eu estou com fome”. Esta é uma frase muito forte. Penso três vezes antes de pronunciá-la. Só não ajudei aquele pobre coitado porque eu não tinha dinheiro em espécie suficiente. Imagine a sensação angustiante de ver alguém pedindo socorro e nada poder fazer.
“Eu estou com fome”. Todo mundo precisa pelo menos comer um pouco de comida, beber um pouco de água e respirar um pouco de ar, tudo isso periodicamente, para viver, todos os dias. Isto é o básico. Todo mundo tem direito ao básico. Acho absurdamente escandaloso que muitos não tenham ao menos o básico para viver. Depois que todos tiverem o básico, poderemos pensar em fornecer os complementos, conforme aquela música dos Titãs questiona. Por isso eu fiquei na torcida para que Deus fizesse alguma coisa com relação a isso e pusesse no caminho de indivíduos como aquele rapaz, por exemplo, pessoas mais condicionadas que eu a ajudá-lo. 

E por que Deus aparentemente não age nessas ocasiões??? Acredito que Ele, muitas vezes, prefere trabalhar discretamente “nos bastidores”, e a “concorrência” também trabalha assim. A diferença é que Deus tem boas intenções e quer ser notado, e o “outro lado” tem interesses escusos e prefere “passar batido”. Depois conversamos mais sobre isso.


                  

*****




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Correio

Carregando comnetários... Comment Box by Codigos para blog