Lição moral bastante atual

Lição moral bastante atual

Missão

Nossa missão: Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Display

Translate us (traduza-nos)

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

sábado, 31 de maio de 2014

Retorno 8

            

                       Aproveitando esses dias em que aniversario, retomamos e finalizamos nossas reflexões a respeito daquelas nossas memórias que remontam à época em que concluí o Ensino Médio. Em 1998, seguia minha rotina medíocre, de segunda à sábado, dias iguais, semanas iguais. Acordava às cinco da matina, pegava um coletivo lotado às seis, trocava de coletivo em um terminal lotado por outro coletivo lotado que se arrastava pela avenida, tudo para chegar ao colégio antes das sete. Suportava assistir às aulas heroicamente durante mais de cinco horas consecutivas, com apenas uma pausa de vinte minutos. Depois, tomava o mesmo caminho, na volta para casa.

sexta-feira, 30 de maio de 2014

À moda de Pilatos


                      Aqui vamos outra vez nos render aos encantos da Rede Globo. Em matéria recente no Fantástico, foi abordada a questão das infecções causadas por bactérias multirresistentes aos antimicrobianos que já provocaram algumas mortes, em alguns hospitais brasileiros, inclusive em Fortaleza.

domingo, 25 de maio de 2014

Heróis e vilões


                       Na política, em qualquer lugar do mundo, observe que o herói de ontem é o vilão de hoje, e o herói de hoje, o vilão de amanhã. Assim aconteceu com Fidel Castro e com Ernesto "Che" Guevara, por exemplo, que têm seus méritos, por terem lutado para libertar o povo cubano de um governo ditatorial que estava instalado. O problema é que eles se acomodaram ao poder, e seus grupos políticos estão lá, até hoje, e acabaram assumindo as mesmas posturas de seus inimigos do passado.

sábado, 24 de maio de 2014

Operação Valquíria


                       Aqui principiamos a expor nossas expectativas para as eleições gerais deste ano, fazendo votos de mudanças para o Brasil, pois já não podemos mais aceitar nem o retorno ao passado, nem a manutenção do estado presente.

domingo, 18 de maio de 2014

Caverna


                       Por vezes, temos a sensação de ter vivido boa parte da vida num buraco. Na verdade, por vezes ainda nos sentimos como se lá dentro ainda estivéssemos. Se esta metrópole fosse uma casa, teríamos nascido num quarto dos fundos, perto do quintal. No entanto, se pensar melhor, perceberá que todo mundo vem de lugar nenhum para chegar a um lugar qualquer, mas sempre traz um peso extra e incômodo, de onde quer que venha, na bagagem, por mais que dele tente se desfazer, ao longo do caminho. 

sábado, 17 de maio de 2014

Andando na nuvens 1


                       Há quinze anos, a Rede Globo lançou uma novela com o nome que dá título a esta postagem. Tratava-se da história de um homem que havia passado cerca de dezoito anos em coma, num leito hospitalar e que havia perdido a memória de tudo que acontecera em sua vida, nos doze anos que transcorreram até entrar em coma. Quando ele despertou, precisou se readaptar ao novo mundo que o esperava, tentando reaprender a fazer algumas coisas e recuperar parte da memória perdida.

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Adiante

                 
                       Sempre procuramos andar para frente evitando olhar para trás, na medida do possível, sempre em busca de alguma novidade para nossas vidas. No entanto, quando nos encontramos com o novo, estando procurando por ele ou não, nem sempre ele é tão novo assim como parece. O novo sempre traz algum cheiro de velho consigo.  

domingo, 11 de maio de 2014

Refúgio


                      Sabe aqueles dias em que você está tão confuso, sem saber o que fazer, com nuvens de ideias e de problemas pairando sobre sua cabeça??? São muitas pendências do cotidiano a resolver, e, mais uma vez, temos de fazer uma espécie de malabarismo com elas, pensando-as e solucionando-as, na medida do possível. Enquanto se lembra dos problemas, um após o outro, também surgem novas ideias e reflexões sufocantes, especialmente nos dias em que está em ritmo mais acelerado, depois das xícaras de café que tomou para se aquecer e ficar mais alerta, e elas estão agindo em cada uma das suas fibras nervosas.

sábado, 10 de maio de 2014

O sal negro do norte


                           Durante aquela viagem terrestre ao Rio Grande do Norte que mencionei, além da extensa paisagem verde ao longo do caminho, apesar de o Nordeste estar enfrentando ainda uma escassez de chuva, observei também algo que nunca tinha visto pessoalmente antes: muitos campos de exploração de petróleo com seus cavalos mecânicos trabalhando sem parar, principalmente ao longo da rodovia que liga Aracati(CE) à Mossoró(RN), a BR 304.

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Boca no trombone


                           Quando estava me dirigindo ao Rio Grande do Norte, há alguns meses, passando por uma cidade do litoral cearense, sintonizei meu MP3 player numa emissora de rádio local. Duas coisas interessantes me chamaram a atenção. O locutor estava se pronunciando em resposta à um secretário de Estado que tentou mover um processo por danos morais contra sua pessoa e contra sua emissora.

domingo, 4 de maio de 2014

As aparências enganam


                   Há alguns meses, quando minha namorada estava em processo de mudança de endereço, trazendo toda sua história de vida, do interior para a capital, estava ajudando os rapazes do caminhão de fretes a desembarcar a mobília no condomínio, quando um dos moradores da rua começou a gritar e apontar na direção de um dos nossos ajudantes, quando este estava conversando comigo na rua. Momentos depois, caiu a ficha. Soubemos que o tal morador havia pensado que o rapaz estivesse me assaltando, quiçá pela sua aparência física, moreno, estatura mediana, magro, trajando boné, bermuda e camiseta.

sábado, 3 de maio de 2014

Gentileza


                      Uma noite dessas, sonhei que tomava parte de uma expedição militar. Havia outros médicos no grupo, todos armados, exceto um. Quando encontramos um galpão supostamente repleto de armas químicas e biológicas de destruição em massa, todas as nossas tentativas de invadi-lo se mostraram inúteis. Ninguém conseguia abrir uma das portas com o uso da força, até que um psiquiatra, o único médico desarmado da equipe, aproximou-se da porta e sussurrou: "Abra-te, sésamo". E a porta se abriu.

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Abril fechado


                       E, mais uma vez, o mês de abril se abriu e se fechou outra vez, levando embora suas águas escassas, entrando para a história, com seus segredos trancados à sete chaves, sem que tivéssemos tempo de conversar sobre um filme que vimos, há mais de um ano, e do qual nos recordamos agora: o longa metragem brasileiro Abril Despedaçado.