Para refletir e ter uma Feliz Páscoa!

O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

domingo, 17 de junho de 2018

Seu amor, seu valor



                     Você já se perguntou se a qualidade de seu trabalho é compatível com sua renda e com sua qualidade de vida?  Quanto vale mesmo o seu trabalho? Melhor dizendo, quanto vale a sua hora de trabalho? Ela tem sido devidamente respeitada e valorizada? Ou você tem pulverizado sua força de trabalho, seu talento, seu valor e suas horas trabalhadas fazendo bicos pelo mundo afora que rendem migalhas que não honram seus compromissos???

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Sociedade de castas



                        Quem pensa que, na civilização ocidental, não há divisão da sociedade em castas deve observar melhor e verá que, na prática, há, de fato, tal segregação. No Brasil, por exemplo, temos uma casta nobre de indivíduos que acumulam rendas, direitos e regalias, sendo sustentada com nossos impostos. Trata-se de um grupo de privilegiados que é bem remunerado para trabalhar pouco e contra a nação. Esses, sim, recebem salários absurdos e fora da realidade, aos quais um pré-candidato à presidência se referia, quando teria dito que os médicos eram assim renumerados. Ou seja, temos, de um lado, alguns faturando alto, inclusive do Estado, e, de outro, muitos com tão pouco ou com nada.

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Debutantes 2




                           Continuando a conversa sobre os aspirantes à política, observe que os meios de comunicação nos apresentam essencialmente problemas, problemas, problemas e mais problemas que só se agravam, com o passar do tempo. Eventualmente, aparecem uns indivíduos que, aparentemente, se propõem a resolvê-los, mas quase ninguém toma alguma atitude no sentido de realmente resolver alguma coisa. E o Brasil segue entregue às baratas, sem um governo que realmente faça algo de concreto pelo bem estar da coletividade.

domingo, 10 de junho de 2018

Debutantes



                       Não nos propomos a falar sobre aquela moça que acaba de completar suas quinze primaveras e, além de ganhar um daqueles bailes de contos de fadas, dançando uma valsa com um cadete de uma escola militar, ainda quer ir farrear na Disneylândia, como se criança ainda fosse. Desta feita, nos propomos a conversar com e sobre aquele que está debutando na política partidária, seja ele um cidadão comum e intrigado com os problemas da sociedade que espera resolvê-los participando mais ativa e diretamente na política ou uma pessoa pública que deseja promover ainda mais a sua imagem.

sexta-feira, 1 de junho de 2018

A verdadeira sabedoria



                              Certa vez, perguntaram a um sábio que presente ele mais gostaria de ganhar em seu aniversário. Ele respondeu:

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Pacto de mediocridade



                         No último dia 18, foi celebrado o Dia de Luta Antimanicomial. Notícias como a da foto acima, por exemplo, são indícios de que, a cada dia, a saúde mental está mais desvalorizada, e os portadores de doenças psiquiátricas, principalmente os que dependem do SUS, estão mais desassistidos. Essa luta antimanicomial é fruto de um movimento surgido na Europa, em fins da década de 1970, que visava mudar o paradigma de atenção em saúde mental, de um modelo centrado no hospital psiquiátrico, vulgarmente chamado de hospício ou manicômio, onde, outrora, pessoas eram jogadas, maltratadas e esquecidas, para um modelo de assistência comunitária mais aberto ao público e mais próximo das pessoas. O auge dessa reforma psiquiátrica veio com a promulgação da lei 10.216 de 2001, a lei Paulo Delgado, que reconhece o portador de transtornos mentais como um cidadão, lhe conferindo direitos, e regulamenta as internações psiquiátricas, visando a substituição gradual dos leitos de hospitais psiquiátricos por outras formas de acompanhamento, como a instalação de leitos psiquiátricos em hospitais gerais, por exemplo.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Freio de arrumação



                        Os caminhoneiros do Brasil, além de taxistas, motoristas de aplicativos, mototaxistas e motoboys de algumas cidades, tiveram a coragem e a ousadia de fazer algo que os demais brasileiros não têm demonstrado ultimamente: fazer frente, diante das arbitrariedades perpetradas pelo governo, cruzando os braços, deixando de transportar mercadorias e fechando algumas vias.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

O sonho acabou



             Embora pareçamos distantes, nós que fazemos o Jardim das Garrafas Digitais temos observado o que tem acontecido no Brasil, nos últimos meses. A prisão de um ex-presidente da República, seja quem for, não é algo de que devemos nos orgulhar. Pelo contrário, é algo profundamente lamentável e desonroso para nossa história. Apesar de tudo, ainda há quem, numa atitude muito pueril, solte fogos de artifício para comemorar a prisão de um ex-presidente acusado de corrupção, como se isso fosse resolver nossos problemas.

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Bobos da corte



                        Nós, brasileiros, não temos moral para julgar os ingleses por um costume deles que nos parece bastante frívolo à primeira vista, que é o costume de bajular demais a família real deles, ao ponto de estar sempre com a atenção voltada para ela, principalmente quando nasce um novo membro na família, ao ponto de se formarem bancas de apostas para fazer prognósticos sobre o nome do novo membro. Ou seja, muitos ingleses se comportam como se estivessem acompanhando um reality show diária e permanentemente.

sábado, 5 de maio de 2018

Por um lugar ao sol para todos



                        O feriado do Dia do Trabalhador e o mês de maio começaram com uma tragédia anunciada. Um prédio abandonado no centro de São Paulo, onde outrora funcionaram algumas repartições públicas federais e que, ultimamente, vinha servindo de abrigo para pessoas sem moradia, desabou logo após um incêndio. Pelo menos uma pessoa teria morrido. Prédios vizinhos também foram gravemente afetados e tiveram de ser evacuados. Episódios como esse servem para que o poder público e a sociedade fiquem com as barbas de molho, com relação a essa massa da população que não tem condições dignas de habitação.