Já é. Já foi.

O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Cavernas da vida e da morte



E aconteceu que, naqueles dias, subiu ao monte a orar, e passou a noite em oração a Deus. E, quando já era dia, chamou a si os seus discípulos, e escolheu doze deles, a quem também deu o nome de apóstolos. 

Lc 6, 12-13

domingo, 15 de julho de 2018

A banda se foi... mas pode voltar



                         A Copa do Mundo se foi, mas ela nos deixou alguns ensinamentos. Aprendemos com ela, por exemplo, que o risco que corre o pau corre o machado. Sem treino, sem estudo, sem perspicácia, sem renúncias e sem humildade, não se chega a lugar algum. Para quem quer disputar uma competição qualquer, é fundamental conhecer os próprios pontos fracos, e tentar corrigi-los, dentro do possível, para, em seguida, estudar e explorar os pontos fracos dos adversários. O desempenho da Seleção Brasileira, como você viu, não inspirou tanta confiança e não surtiu os resultados desejados. Portanto, devemos reconhecer que, infelizmente, nossa seleção não teria know-how suficiente para passar por seleções como aquelas que chegaram às finais. 

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Devaneando por mundos paralelos



                         A Copa do Mundo, que se esvai, mais uma vez, pode ser comparada com os tradicionais concursos vestibulares que eram ou ainda são realizados por instituições de ensino superior. Tomemos como exemplo os exames vestibulares da Universidade Federal do Ceará (UFC), que deixaram de ser aplicados, em 2010, quando a instituição passou a basear seus processos de admissão de novos alunos para a maioria dos cursos de graduação nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Na verdade, a corrida pelas vagas naqueles cursos, seja por vestibular ou por ENEM, já começa antes mesmo de o árbitro autorizar o bater o centro de campo, e já são eliminados de pronto aqueles que não são pontuais, na chegada aos locais das provas.

segunda-feira, 9 de julho de 2018

LUTO... por uma vida melhor



                     Por esses dias, percebe-se que o Brasil está de luto, assim como o devem estar outras nações que têm o futebol encrustado na alma, que investem pesado no futebol, na esperança de obter destaque no cenário internacional, onde a maioria dos cidadãos se entusiasma com o futebol, ao ponto de parar tudo que está fazendo, só para ver a bola rolar entre as quatro linhas, e onde muito se investe em carreiras profissionais no futebol, na esperança de ascensão social. Talvez você nem seja tão fanático por futebol como seus conterrâneos, mas dá para entender perfeitamente essa depressão, porque o clima de Copa do Mundo contamina praticamente todo mundo, de alguma forma. Por isso, não culpo você de todo, caso tenha se sentido diferente e estranho, após mais aquela quimera. Até parece que, de repente, a vida perdeu seus tons de cores habituais. Percebeu que, naquele dia, até o céu escureceu mais cedo que o habitual???

quinta-feira, 5 de julho de 2018

Sigam o líder



                        Na cidade de Sobral(CE), duas emissoras de rádio, que são rainhas em terra de gente cega, correm o risco de ter seus estúdios arbitrariamente desapropriados pela prefeitura local, sob o pretexto de realização de obras de melhoramento urbano. Essas emissoras estão entre os poucos meios de comunicação que se atrevem a criticar as atitudes de membros ligados à facção política que controla a cidade e o Estado, sendo que uma delas seria de propriedade de um deputado federal que foi candidato à prefeito pela oposição. Lamentavelmente, esse ato de violência infame contra a liberdade de imprensa teve pouca repercussão em nosso meio, onde a imparcialidade da imprensa é questionável, e demonstra ares de retaliação, depois que membros do partido da situação teriam sido proibidos de construir imóveis de alto padrão, numa área de proteção ambiental, próxima à cidade.

domingo, 1 de julho de 2018

A voz das ruas



                         No último dia 26, foram lembrados os cinquenta anos da histórica Passeata dos Cem Mil, que consistiu numa multidão que tomou as ruas do centro do Rio de Janeiro, para protestar contra as arbitrariedades do governo da época. Aquele foi considerado o maior ato público e pacífico da sociedade civil, naqueles anos ditos de chumbo. Ele não conseguiu frear a repressão, mas serviu para marcar a insatisfação com os rumos pelos quais o país estava sendo dirigido. Aquela passeata foi convocada de maneira extraoficial, pelo velho boca a boca, fora dos meios de comunicação da época, que eram intensivamente monitorados pelo governo

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Roleta russa



                        Como ainda estamos imersos no clima da Copa do Mundo na Rússia, não custa nada lembrar que ainda vivenciamos também rotineiramente no Brasil um clima de jogo de roleta russa. E, muitas vezes, não nos damos conta disso. À guisa de exemplo, em Pacajus, na Grande Fortaleza, enquanto os brasileiros estavam mesmerizados por uma partida entediante e pouco produtiva, na manhã do dia 22 último, quatro assaltantes invadiram um restaurante e levaram, inclusive, o televisor grande através do qual os presentes estavam assistindo à partida.

terça-feira, 26 de junho de 2018

Do jeito que a banda toca por aqui



                        O futebol apresentado pela Seleção Brasileira na partida disputada contra a Seleção Costarriquenha, na última sexta-feira, dia 22, válida pela Copa do Mundo na Rússia, não empolgou muito, apesar de os brasileiros terem brigado bravamente pela posse da bola e terem obtido algum resultado favorável, já nos últimos instantes de prorrogação. Eles ainda estão apresentando uma performance preocupante, que precisa ser corrigida logo, se quiserem ir mais longe na competição. Nunca se viu o Brasil jogar tão mal numa primeira fase de copa como agora. A equipe chegou à Rússia com muita moral e inspirando muita confiança, mas, em campo, não está entregando o que promete. Como se diz no Nordeste, a arma deles bateu o catolé, muitas vezes, em boas oportunidades. O time não está demonstrando ter know-how suficiente para atravessar times aparente e tecnicamente inferiores.

domingo, 24 de junho de 2018

Por que estamos aqui mesmo???



                         Apesar de todos os flagelos que vêm açoitando profundamente os brasileiros, que nos fazem sofrer e morrer, cotidianamente, e que o Jardim das Garrafas Digitais não se cansa de denunciar e expressar em seus tempo e espaço toda revolta e desejo de mudanças possíveis, jamais perdemos o foco principal, mas também não estamos alheios ao que está acontecendo urbi et orbi. Por isso, não ignoramos que há também mais uma Copa do Mundo em andamento, mas também nos reservamos o direito de vir esporadicamente reforçar o nosso papel na blogosfera.

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Sintonia geral



                         Apesar dos problemas que vimos enfrentando, nas vidas individuais e coletivas, é muito difícil não se envolver e não se deixar levar por esse clima de copa, principalmente para alguém que já gosta de futebol por natureza, de ver boas partidas de futebol com muitos dribles e gols, especialmente do seu time, mesmo que você não saiba jogar futebol. Assim, o brasileiro parece já ter se esquecido de que, há quase um mês, vivenciamos uma situação caótica e apocalíptica, quando os caminhoneiros cruzaram os braços, desencadeando um desabastecimento quase que completo de combustíveis e de outros insumos essenciais à sobrevivência, culminando também num efeito dominó, em toda a sociedade.

domingo, 17 de junho de 2018

Seu amor, seu valor



                     Você já se perguntou se a qualidade de seu trabalho é compatível com sua renda e com sua qualidade de vida?  Quanto vale mesmo o seu trabalho? Melhor dizendo, quanto vale a sua hora de trabalho? Ela tem sido devidamente respeitada e valorizada? Ou você tem pulverizado sua força de trabalho, seu talento, seu valor e suas horas trabalhadas fazendo bicos pelo mundo afora que rendem migalhas que não honram seus compromissos???