Missão

Nossa missão: Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Display

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Translate us (traduza-nos)

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Lição moral bastante atual

Lição moral bastante atual

domingo, 16 de novembro de 2014

Inflação


                      Reza a lenda que, como o preço da carne bovina está elevado, uma certa autoridade integrante do governo teria orientado a população a substituir carnes por ovos.


                      Não poderia haver uma solução mais simples e mais original, para a alta dos preços dos gêneros alimentícios. O cidadão vai sobressaindo como pode, sempre buscando alternativas menos dispendiosas, tentando encaixar suas despesas dentro de suas rendas, desde que a qualidade não seja tão comprometida, não apenas no tocante à alimentação, mas também no tocante aos outros encargos e ao suprimento de necessidades primárias e secundárias.

                      Entretanto, a proposta que encabeça esta conversa não deixa de ser uma solução medíocre e que não está à altura de um governo que se considera popular e que se gaba por ter tirado milhões de pessoas da miséria.

                      Como já foi dito, quando conversamos sobre a distribuição de peixes por preços módicos à população pelo Caminhão Do Peixe, seria mais interessante se o poder público, em vez de vender seus peixes por preços inferiores aos de mercado a um grupo privilegiado, empreendesse esforços para baratear esses valores à população em geral. Do mesmo modo, podemos raciocinar, com relação à carne bovina, ao frango, ao pão e aos outros gêneros alimentícios básicos.

                      Há quem diga que a inflação no Brasil foi extinta, de uns dez ou vinte anos para cá. Há quem diga que ela voltou. E há também quem diga que ela nunca se foi. De qualquer maneira, uma coisa é certa: com ou sem inflação, todos hão de concordar que o custo de vida ainda está muito alto no Brasil. Em algumas regiões menos, em outras, mais, principalmente onde se pensa que todos ganham em dólar. Aqui, pagam-se muitos impostos para se obter pouco retorno e se viver com baixa qualidade de vida e sujeito a tanto descaso.




************



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Correio

Carregando comnetários... Comment Box by Codigos para blog