Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.

Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Treze ponto três


                          Dando continuidade àquela conversa da última postagem, descobri algumas curiosidades sobre a carreira de Luiz Gonzaga, por meio de umas pesquisas, dentre elas, o fato de que ele se apresentou, ao longo de sua carreira, quatro vezes em Sobral, sendo sua última passagem por lá datada em 1987. Por sinal, a fazenda onde Luiz nasceu, na zona rural de Exu, se chamava Caiçara, assim como a fazenda que deu origem à Sobral.

                          Descobri também que o primeiro show de Gonzagão e Gonzaguinha juntos no palco aconteceu em 1º de junho de 1981, no mesmo dia em que este blogueiro que aqui escreve resolveu ganhar o mundo. Descobri ainda que Paul McCartney, numa de suas recentes apresentações em Recife, oportunidades de ouro que este blogueiro mais uma vez deixou escapar entre os dedos, saudou Luiz Gonzaga em português. Tudo bem que talvez Paul tenha dito isso sob orientação da produção do espetáculo, mas não duvido que ele soubesse quem foi Luiz Gonzaga e que alguma vez na vida tivesse tomado conhecimento da sua obra, que foi bastante difundida em outras partes do mundo. Inclusive, ele tem sido bastante citado pela imprensa internacional, ultimamente.


                          Em fins dos anos 60, surgiu um boato de que os Beatles gravariam "Asa Branca" em inglês. A notícia foi bem recebida pelo próprio Gonzagão, que se mostrou um apreciador da música dos Beatles, considerando que "a toada deles parece bastante com as coisas do Nordeste. Até as gaitas de fole lembram a nossa sanfona". No entanto, tudo não passou mesmo de um boato.

                          Uma das teorias sobre a origem do boato versa que teria sido uma jogada publicitária intencionalmente articulada por terceiros, com o intuito de trazer de volta à baila o nome de Luiz Gonzaga, cuja carreira, na época, estava meio estagnada, por conta da Jovem Guarda e do Tropicalismo. Outra teoria aponta para um equívoco gerado pela introdução de canções como "Inner light" e "Blackbird", por exemplo, no então recém-lançado "Álbum Branco". São canções com sonoridades semelhantes às da música nordestina.

                          Então, "Blackbird" bem que poderia ser uma versão inglesa para "Assum preto", haja vista que o termo "Blackbird" também se refere a um pássaro preto e foi publicado num "Álbum Branco". Entretanto, as temáticas são um tanto distintas. Enquanto a música inglesa é uma referência às lutas dos afrodescendentes norte-americanos por seus direitos civis, a música brasileira é a maneira pela qual o artista expressa que teve de sofrer algumas perdas pessoais para poder compor, cantar e tocar melhor suas canções, assim como Orfeu, poeta e médico da mitologia grega, após perder sua amada Eurídice. Por fim, Raul Seixas foi quem acabou eternizando "Asa Branca" na língua de Shakespeare como "White Wings". Esta conversa continua.

  
                         
******

Nenhum comentário:

Postar um comentário