Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.

Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

domingo, 19 de outubro de 2014

Confiança


                      Você já parou para pensar até que ponto as pesquisas eleitorais são confiáveis??? Será que elas refletem realmente de maneira homogênea a opinião do eleitorado??? Sempre tive a curiosidade de saber como são feitas tais pesquisas. Nunca fui abordado por um entrevistador de um instituto de pesquisa. E você??? Já foi??? Sabe dizer que critérios eles usam para escolher quem eles devem entrevistar???


                      Nunca vi esses institutos de pesquisa atuando nos meios por onde circulo. Não creio que eles consigam selecionar sempre uma quantidade suficiente de pessoas para compor uma amostra que contenha percentuais proporcionais de diferentes variáveis, quando comparados à população de eleitores em potencial, como, por exemplo, classes sociais, religiões, faixas etárias, níveis de escolaridade, e que a represente fielmente.

                      Os institutos podem, antes de um debate entre candidatos à Presidência da República, por exemplo, entrevistar um grupo de pessoas e apresentar os resultados. Depois do debate, uma nova pesquisa, mas com pessoas diferentes. Se o resultado desta pesquisa for muito diferente do resultado daquela, eles vão dizer que o eleitorado mudou de ideia. Então, a pesquisa pode não representar a verdade. Com o debate, os entrevistados da primeira pesquisa podem ter mesmo mudado de opinião, ou não, assim como os entrevistados da última.

                      Como já foi dito, não é prudente votar em certos candidatos só porque eles estão em vantagens nas pesquisas, como quem aposta em loterias ou em corridas de cavalos. O importante é votar em quem se acredita e se confia. Você não vai perder seu voto, se votar em quem não vencer. Você já está dando um voto de confiança no seu candidato, porque ele sim precisa de seu voto para seguir adiante, mais do que o candidato que já está em vantagem nas pesquisas.

                      Tenha um bom domingo.




************



Nenhum comentário:

Postar um comentário