O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Coisas que você não deve ensinar ao seu filho


                Olha, não gosto muito de julgar, até porque cada um sabe onde o sapato lhe aperta. No entanto, na tarde de ontem, não pude deixar de dar a devida atenção a uma cena que vi, enquanto trafegava por uma rua de Fortaleza. Aconteceu que deixaram um veículo estacionado numa esquina sobre uma faixa de pedestres.

                Bem, isto não é muito da minha conta, embora o carro estivesse de certa forma atrapalhando o tráfego de veículos e de pedestres, além de estar, obviamente, cometendo uma infração de trânsito. Mas, e daí? Eu não sou agente de trânsito. Desconheço os motivos que levaram o dono do carro a deixá-lo naquela situação, mas espero que ele tenha percebido o erro a tempo de tirar o auto de lá, antes que passasse uma viatura da AMC. É por essas e outras que sou a favor de que seja instituída nas escolas a disciplina de educação para o trânsito. Voltarei a conversar sobre isto em uma postagem futura.

                Acima, a foto da cena está em imagem negativa, tomando os devidos cuidados para que não sejam identificados o veículo nem o local, porque meu objetivo não é expor o dono do carro, causar-lhe constrangimentos ou denunciá-lo ao órgão de trânsito. Não me considero uma pessoa perfeita nem moralista, mas fiz esta postagem com o objetivo de chamar a atenção para algo que evito fazer e espero que meus filhos também evitem fazer.



******




Nenhum comentário:

Postar um comentário