O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

O presente do presente



                      Com o vídeo acima, o objetivo não é fazer propaganda de uma certa marca de carros, mas chamar a atenção para uma breve e oportuna reflexão para mais um Natal que chega, uma época de trocas de presentes e de mesas fartas para muitas famílias, apesar dos tempos difíceis que atravessamos. Afinal de contas, o que é um presente??? Por que presenteamos e recebemos tantos presentes no Natal, por diversas vias (amigos ocultos, pacotes nos pés da árvore de Natal, na meia pendurada na lareira ou na cabeceira da cama, na noite de Natal, entre outras), mais do que no restante do ano??? Um presente representa um meio de gratidão, de reconhecimento e de apreço, por parte de quem presenteia, e uma fonte de prazer, de valorização e de satisfação, da parte de quem recebe.  



                      Dizem que o costume de troca de presentes no Natal alude ao fato de os Reis Magos do Oriente terem trazido ouro, incenso e mirra como presentes ao Menino Jesus. Deve ser por isso também que ganhamos presentes também quando aniversariamos.


                      Um presente ideal e oportuno para os brasileiros seria, por exemplo, reais e efetivas mudanças para todos, pois o que vemos é sempre uma realidade cada vez pior. Entra ano, sai ano e sempre seguimos nos acomodando e vendo, com os braços cruzados, a nação brasileira afundando, com cada vez mais carestia, cada vez mais carência, cada vez mais violência e cada vez mais descaso com a vida. Aonde vamos parar assim??? 


                      Como já foi dito, todo mundo quer se dar bem, nesta época do ano e às vésperas dos grandes feriados, de uma forma ou de outra, nem que seja prejudicando gravemente os seus semelhantes. Todos sabem disso. O poder público também sabe disso. Mesmo assim, continuamos assistindo a tudo isso, de braços cruzados, enquanto, ano após ano, a violência só se agrava, mas insistimos em dourar a pílula, nos fins de ano, como se nada estivesse acontecendo.


                      Felizes são aqueles que ainda são capazes de se sensibilizar e de compreender que o verdadeiro sentido destas festas de fim de ano vai além da troca de presentes e da figura do Papai Noel, que é nada mais que a figura mercantilizada de São Nicolau. Porque todos os cidadãos de bem, independentemente da época do ano, de suas inclinações religiosas ou de o Natal fazer algum sentido para suas vidas, buscam a mesma coisa: o bem comum. Até porque religião é mais que um conjunto de ritos de exaltação a um ser superior e à vida, é um elo que, teoricamente, conecta os seres humanos entre si e com um ser superior.


                      Desejamos que, neste fim de ano, você possa festejar em paz juntamente com os seus, mas sem se permitir embriagar-se demais ou baixar a guarda, porque os problemas da vida e do mundo continuam, e teremos que enfrentá-los novamente, ao retomar a rotina de trabalho, cedo ou tarde.

                      Esperamos que nossos leitores e colaboradores tenham um Feliz Natal e que 2016 lhes seja de bênçãos.











Um comentário:

  1. “A cada dia de nossa vida, aprendemos com nossos erros ou nossas vitórias, o importante é saber que todos os dias vivemos algo novo. Que o novo ano que se inicia, possamos viver intensamente cada momento com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma bênção de Deus.”

    Que todos os seus desejos se realizam no ano vindouro!
    http://www.luceliamuniz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir