O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Feriados 2


                          Na última vez que toquei no assunto, salvo engano, no último feriado, escrevi que tinha notado que, todos os anos, o dia 1º de maio, Dia do Trabalhador, é motivo de festa no Brasil e, ao mesmo tempo, motivo de protestos no resto do mundo, mesmo nos Estados Unidos, onde o dia é lembrado em outra data. As notícias do Brasil falavam basicamente de espetáculos promovidos pelas centrais sindicais em São Paulo contando com a participação de artistas populares da música. Já as notícias que vieram de fora falavam de protestos com muita revolta extravasada em Londres, Atenas, Madri, Berlim, Lisboa e Moscou, por exemplo.

                           Não quero assim dizer que senti falta de pancadaria e de quebradeira no meu país. Longe disso. Graças à Deus, aqui correu tudo em paz, naquele feriadão, a não ser pelas tradicionais mortes por acidentes de trânsito nas estradas, que sempre acontecem, nestas ocasiões, desafortunadamente, e que poderiam deixar de ser tradicionais, se cada um de nós procurasse fazer sua parte, começando pelo Estado, que deveria dar o bom exemplo, pavimentando e sinalizando as vias. Depois eu quero escrever mais sobre isso.

                           A minha reflexão de hoje, após esse feriado do Corpo de Deus, vai muito além do que acabei de escrever. O que eu tenho notado é que nós, brasileiros, e nisto eu também me incluo, nunca paramos para refletir devidamente sobre as nossas datas comemorativas, sejam elas cívicas ou religiosas. Apenas as usamos como pretextos para dar uma fugidinha do trabalho, por alguns dias, ou elas simplesmente passam batidas, quando não são feriados. As crianças é que ainda dispensam alguma atenção, ainda que compulsória, às nossas principais datas comemorativas. Quem dentre nós, quando era menino ou menina, nunca chegou da escola com o rosto pintado e, às vezes, com uma pena presa por uma faixa de papel na cabeça, no dia 19 de abril, o Dia do Índio, por exemplo???

                          Como eu já havia dito antes, se nós temos feriados e finais de semana em relativa abundância, no Brasil, devemos isso, em grande parte, ao fato de nossa civilização ser fruto do Cristianismo e de cada um de seus membros, direta ou indiretamente, ser filho do Cristianismo. Naqueles países que não são tradicionalmente cristãos, não há muita folga para o trabalho. O único dia de descanso é o dia sagrado para as religiões deles, como a sexta-feira dos muçulmanos e o sábado dos judeus. Pelo que me consta, os outros dias da semana para eles são dias comuns ou dias úteis, como preferir.

                          Você sabia que o Carnaval também é um feriado religioso??? Acredite, grosso modo, é um feriado religioso, porque ele só existe porque existe a Quarta-feira de Cinzas, que é o portão de entrada para um período especial de reflexão e de renúncias, um rito de passagem, a Quaresma, que antecede a Semana Santa e a Páscoa. Então o carnaval seria como uma espécie de festa de despedida das coisas boas e más que o mundo tem a oferecer, um tempo de chutar o balde e fazer coisas que não podem ser feitas depois. Quero escrever mais sobre isto, noutra ocasião.

                          Então, como eu dizia, as datas comemorativas acima mencionadas, bem como o dia de Corpus Christi (Corpo de Deus), existem em função da Páscoa, e os dias em que elas caem, a cada ano, é definido em função da data em que cai a Páscoa. O dia 1º de janeiro é feriado por razões religiosas, dia consagrado à Maria, Mãe de Deus, para onde convergem todas as nossas senhoras. O dia 12 de outubro é feriado por ser dia de Nossa Senhora de Aparecida, padroeira do Brasil. Em muitos Estados e municípios, os dias consagrados aos seus santos padroeiros são feriados locais, como 19 de março, dia de São José, feriado estadual no Ceará, 15 de agosto, dia de Nossa Senhora da Assunção, feriado municipal em Fortaleza, e 08 de dezembro, dia de Imaculada Conceição, feriado municipal em Sobral, por exemplo. Para completar a lista de feriados por motivos religiosos no país, temos também o 02 de novembro de Finados e o Natal. Como você vê, a maioria de nossos feriados são religiosos.

                          Se você se considera ateu, você tem o direito de sê-lo, de acreditar ou não no que quiser, mas saiba que você está imerso num meio cultural fundamentado não apenas na crença da existência de Deus como também de que Ele já se disfarçou de ser humano e passou por aqui, deixando sua mensagem. Entretanto, contraditoriamente, nossa sociedade cada vez mais se afasta de Deus e o ignora, por meio de suas atitudes. Por isso, eu não o culpo totalmente por sua opção. A sociedade diz a você que Deus existe, mas, infelizmente, ela não tenta provar o que diz. Limita-se a criar datas comemorativas para tentar lembrá-lo de que Ele existe. Para mim, ela não precisa provar nada, e eu sei que essas datas são importantes, mas concordo que deveríamos ir além disso. Mas como??? Depois eu quero escrever mais sobre isto.            



************
                         
                  

Nenhum comentário:

Postar um comentário