O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

domingo, 21 de setembro de 2014

Dia Feliz 2


                              Você quer uma dica de algo interessante que você possa fazer, para aproveitar bem seu domingo??? Por que não assiste aos Desenhos Bíblicos, que são séries de desenhos animados com histórias baseadas em passagens bíblicas, que sempre são exibidos nas manhãs de domingo, entre 7 e 10h (Horário de Brasília), na TV Record???



                              Desenhos Bíblicos fazem parte dos tipos de programas educativos que gostaria que meus filhos viessem a assistir, quando eles chegarem aqui.

                              O que mais me fascina naqueles desenhos e, confesso que, por vezes, até me deixa emocionado, especialmente nas histórias relacionadas aos evangelhos, é que eles mostram claramente como a presença de Jesus Cristo transformou as vidas das pessoas que O conheceram, nos lugares por onde Ele passou.

                              Jesus Cristo trouxe novo fôlego e esperança para aquelas pessoas que não tinham em quem acreditar, não tinham quem as defendesse e cujas vidas eram medíocres e pareciam não ter sentido, como, por exemplo, alguns publicanos (cobradores de impostos), garotas de programa, deficientes físicos e visuais, leprosos (pacientes com hanseníase avançada), imigrantes de outras nacionalidades, além daquelas multidões que O seguiam e que se sentiam acalentadas por Suas palavras do famoso Sermão da Montanha, por exemplo, além de terem sido alimentadas por Ele, com os pães e os peixes que Ele multiplicou, por exemplo. Jamais alguém havia-lhes falado daquela maneira e feito tanto por elas como Ele fez.








************



Nenhum comentário:

Postar um comentário