Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.

Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Os reis do iê-iê-iê


                   Em fevereiro de 1964, há exatos cinquenta anos, portanto, um quarteto inglês de roqueiros desembarcava nos Estados Unidos da América, para uma jornada de apresentações ao público e na televisão. Eles não chegaram incógnitos. Estavam lá pela primeira vez, mas suas músicas já haviam sido previamente divulgadas naquele país e despertaram amplamente o interesse da juventude. Muitas pessoas se reuniram para recebê-los calorosamente, em todos os lugares por onde passaram.


                  A noite de 09 de fevereiro daquele ano ficou marcada na história da música e na história daqueles quatro rapazes de origens humildes que saíram de Liverpool, cidade portuária e industrial da Inglaterra, para ganhar o mundo. A aparição deles em um programa de televisão transmitido ao vivo e em rede nacional para todo o território estadunidense obteve uma das maiores audiências da história da televisão estadunidense. Estima-se que pelo menos setenta milhões de pessoas, das mais diversas gerações, estariam assistindo àquele programa, naquela noite de domingo.


                 Aquela apresentação teria sido o marco oficial da "invasão britânica" aos Estados Unidos, abrindo espaço para que o pop rock produzido no Reino Unido enchesse os ouvidos e as mentes das pessoas deste lado do Oceano Atlântico. Aquela performance foi o primeiro trampolim para popularizar aqueles jovens em nível internacional. Desde então, os rapazes atraíram legiões de fãs pelo mundo afora por seus jeitos distintos e vanguardistas de fazer músicas e por seus estilos distintos e vanguardistas de se paramentarem.


                 Deve ser por isso que, ainda hoje, apesar de aquela banda não mais existir, seu legado cultural ainda repercute tanto, ao ponto de ser a única banda lendária o suficiente para merecer programas de rádio exclusivamente dedicados à ela, como o Frequência Beatles, por exemplo, que é transmitido todos os sábados, às 18h, pela Rádio Universitária FM, na frequência de 107,9 Mhz para Fortaleza.  


                 Sempre tive curiosidade em saber como a obra dos Beatles foi introduzida no Brasil. Ao que tudo indica, ela chegou por meio da exibição, nas salas de cinema brasileiras, do longa metragem A Hard Days Night, aqui rebatizado como Os Reis do Iê-Iê-Iê. Logo depois, com o interesse e a empolgação da juventude brasileira acesos, começaram a ser comercializados os LPs (os antigos "bolachões" de vinil) com coletâneas dos maiores sucessos da banda, até então. Não deu outra. As músicas dos Beatles caíram nas graças dos jovens brasileiros, por conta daquele som diferente que contagiava todos.


                 Não podíamos deixar este princípio de fevereiro, que já é um mês tão curto e um mês especial para a beatlemania, passar batido. Como você já deve ter percebido, este blogue é beatlemaníaco. Por isso, fizemos várias referências oportunas aos Fab Four. Escrevemos um resumo do enredo da série Revenge, exibida no Brasil pelo canal Sony, aproveitando trechos de músicas deles. Quando comentamos o centenário de nascimento de Luiz Gonzaga, mencionamos que ele teceu elogios aos Beatles, quando acreditou que eles gravariam uma música sua em inglês. Estivemos presentes na primeira apresentação apoteótica de um ex-beatle em Fortaleza. Portanto, vida longa aos Beatles.



************



Um comentário:

  1. Caros amigos!

    Meu Blog é finalista no Prêmio TOP BLOG Brasil na Categoria Pessoal Variedades. Gostaria de muito de poder contar com o seu voto na votação deste 2º turno que é decisivo para a classificação final. Basta clicar sobre o selo da votação que está disponível no Blog e votar! Se vocês poderem colaborar ficarei muito agradecida desde já.... Um abraço!
    http://www.luceliamuniz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir