Viva São João!!!

Viva São João!!!
Felizes Festas Juninas.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Para ler e pensar 2


Naquele tempo, Jesus e seus discípulos atravessavam a Galileia. Ele não queria que ninguém soubesse disso, pois estava ensinando a seus discípulos. E dizia-lhes: "O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens, e eles o matarão. Mas, três dias após sua morte, ele ressuscitará". Os discípulos, porém, não compreendiam estas palavras e tinham medo de perguntar. Eles chegaram a Cafarnaum. Estando em casa, Jesus perguntou-lhes: "O que discutíeis pelo caminho?" 

Eles, porém, ficaram calados, pois pelo caminho tinham discutido quem era o maior. Jesus sentou-se, chamou os doze e lhes disse: "Se alguém quiser ser o primeiro, que seja o último de todos e aquele que serve a todos!" Em seguida, pegou uma criança, colocou-a no meio deles e, abraçando-a, disse: "Quem acolher em meu nome uma destas crianças, é a mim que estará acolhendo. E quem me acolher, está acolhendo, não a mim, mas àquele que me enviou". 

Marcos 9,30-37


                         O texto acima é dedicado à você que pensa em vir trabalhar na medicina, ou melhor, na área de saúde, buscando apenas uma posição hierárquica que lhe confira status, além de auferir lucros monetários acima da média. Caso você não saiba, na medicina, ninguém enriquece, a não ser aqueles que forem espertos ao ponto de explorar outros médicos e outros profissionais da saúde. Em geral, na melhor das hipóteses, os médicos podem ganhar o suficiente para ir pagando suas contas e para que bancos e operadoras de cartões de crédito abram-lhes os sorrisos e os cofres.

                         De fato, existem certas hierarquias virtuais entre as profissões da saúde, e dentro delas também, mas você precisa saber que, independente da sua posição, nessas cadeias de comando, não importa que peça do xadrez você representa, porque todos nós temos a mesma função, desde o faxineiro hospitalar, passando pelo técnico de enfermagem, até chegar àquele médico especialista mais graduado que só passa pelas enfermarias quando o tapete vermelho é estendido diante de seus pés, uma vez perdida, para dar algumas ordens e para ver como estão trabalhando seus subalternos, mantendo certo distanciamento em relação aos pacientes. A nossa função primordial em comum é servir à nossa comunidade.

                         O médico é, antes de tudo, um servo, mesmo que ele não o queira ser, mesmo que ele esteja no topo da cadeia alimentar. Por isso, o médico precisa, antes de tudo, ser humilde, mesmo que ele esteja em posição confortável e possa se dar o luxo de deixar que outros colegas trabalhem por ele, em determinado hospital. O médico não pode ser soberbo ao ponto de colar uma estrela no peito e se autointitular erroneamente como staff. Motivo: a palavra staff vem do inglês e significa o coletivo de funcionários de uma determinada instituição. No Brasil, não sei porque cargas d'água essa palavra teve seu sentido original deturpado e acabou convertida em um título de nobreza individual. Depois quero conversar mais sobre isso.

                         Falo da profissão médica, porque ela continua sendo a pérola da área de saúde, sonho de consumo de muitos jovens recém egressos do ensino médio (por isso há uma epidemia de escolas médicas particulares no Brasil), e até de gente que já saiu do colégio há mais tempo, mas que ainda não se encontrou na vida. Passei por uma situação assim e tomei conhecimento de que pessoas que cursaram o colegial comigo ainda estão tentando cursar medicina. Então, reconheço que sou um cara de sorte. Depois quero conversar mais sobre isso.

                         Por essas e outras, hoje faço uma pergunta e pretendo repeti-la, dentro de algumas semanas, quando estiver sendo celebrado o Dia do Médico, e espero que você tenha alguma resposta: Afinal de contas, quem é o médico??? Depois quero conversar mais sobre isso.

                         Antes de terminar a postagem, me dirijo também aos políticos, porque o texto bíblico lá de cima também é para eles. Vocês terão posição e dinheiro, se eleitos forem. Se é que já não têm esses itens que mencionei. Entretanto, lembrem-se: vocês estarão lá para servir à comunidade, assim como os profissionais da saúde, porém com responsabilidades maiores, porque estarão lidando com um público maior e trabalhando com múltiplas áreas a serem administradas, tais como saúde, educação, segurança, transportes, geração de emprego e renda, entre outras. Por mais altos que vocês estejam, vocês vão ter que descer de seus pedestais para trabalhar e para tratar com o povo, cedo ou tarde. Depois quero conversar mais sobre isso.



************



Nenhum comentário:

Postar um comentário