Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.

Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

domingo, 11 de junho de 2017

O Expresso da Vida




                   Fechado mais um ciclo de vida, é hora de tentar parar um pouco e fazer algumas reflexões sobre o tempo que passou fugaz como um trem. Você precisa colocar num papel perguntas que gostaria de fazer a si mesmo, como, por exemplo, se os anos vividos até aqui foram bem vividos e aonde mais você pretende chegar. Outras perguntas sugeridas são: quando vai voltar a tocar alguma música em sua vida??? O que você está esperando para voltara cuidar mais de si e a viver??? Você tem dado os devidos valores às coisas realmente importantes em sua vida??? Até quando você vai permitir que o tempo lhe escorra entre os dedos, enquanto os dias, as semanas, os meses e os anos se sobrepõem e se confundem, sem que você tome as atitudes necessárias para começar a ver as mudanças que deseja ver em sua vida e no mundo, como dizia Gandhi??? 


                   Repare que se tratam de reflexões meio que dadaístas, saudosistas e deveras belchioranas, de um tempo do qual você veio, quando se podia dar o luxo de fazer isso. Por isso, aproveite e continue colhendo conselhos desta horta engarrafada, pois há uma estrada nova aberta que o chama. Eles podem ajudar a encontrar respostas para os questionamentos acima.


                   Lembre-se: se você não tem uma nobre razão para ir em busca de algo, melhor não ir. Não perca tempo lamentando o que passou e especulando se a sua felicidade porventura não estaria baseada noutro lugar. Foco no cotidiano. Águas passadas não movem moinhos. Esqueça as borboletas e não corra atrás da morte. Quanto mais você permite que o tempo passe sem que você se mova na direção certa, mais pesado ele fica nas suas costas e mais perceptíveis se tornam seus efeitos em sua vida. 

                   Delírios, ciências exatas e fatos consumados: por que muitas vezes nossas mentes se recusam a aceitar certas coisas, por mais que estejam comprovadas cientificamente??? Mesmo depois de termos lido, ouvido ou visto algo, por vezes, em nosso íntimo, somos assaltados pela incerteza de que as coisas são realmente do jeito que lemos, vemos ou ouvimos. Deve ser por isso que você sente tantas saudades de um tempo em que andava sobre as águas, não se dava conta do que estava fazendo e tampouco questionava porque fazia. Naquele tempo, havia menos problemas a serem questionados e solucionados. A vida ainda tinha alguma graça e algum sentido. Ninguém podia imaginar que as coisas piorariam tanto. Mas, calma, pois nem tudo está perdido.


                   Você deve procurar ajudar àqueles que quiserem crescer na vida ou mudar de vida praticando o bem e buscando à Deus. No entanto, como diz a Palavra, não se devem atirar pérolas aos porcos (Mateus 7, 6). Você deve estar cansado de ouvir que, se conselhos fossem bons, ninguém dava, vendia. Pois bem, há certos tipos de mensagens, como esta postagem, por exemplo, que mais vale a pena enviar numa sonda espacial ou numa garrafa ao mar, sem rumo definido, ou numa cartinha ao Papai Noel do que enviar, por exemplo, para aquelas pessoas mesquinhas e esnobes, que tratam com indiferença seus pares, que acreditam não precisar deles, porque se consideram superiores a eles, enfim, pessoas que talvez já tenham morrido, mas que talvez ainda não tenham se dado conta de que estão na Caverna do Dragão. De qualquer maneira, como dito, você não é mais uma criança para ficar se lamentando, por exemplo, em não ser convidado para uma festinha qualquer. Portanto, não gastemos mais nosso latim com quem não nos dá atenção. Por outro lado, não deixe de prestar o devido reconhecimento às coisas e às pessoas que fizeram parte de sua vida, em algum momento, ao longo dos anos, principalmente àquelas que fizeram algo em seu favor.


                   Aproveitamos a oportunidade para saudar nosso principal colaborador, Tony Harrison, bem como o Ceará Sporting Club, o nosso saudoso Pai Vô e o pequeno João Gabriel, pelas passagens recentes de seus aniversários, neste começo de ensolarado junho. Aproveitamos para lembrar os 50 anos de lançamento do maior álbum dos Beatles, porém sempre atual, o Sargent Peppers Lonely Heart's Club Band.

                   Tenha uma boa semana e um bom restante de mês.






--- # --- # ---




Nenhum comentário:

Postar um comentário