Viva São João!!!

Viva São João!!!
Felizes Festas Juninas.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

O cheiro do novo



                      Há vinte anos, essa música fazia sucesso nas rádios brasileiras, não apenas como algo novo, mas também como algo inovador. Já havia outras músicas com um cantor falando muito rápido palavras sobrepostas umas sobre as outras e incompreensíveis, ao som de um ritmo eletrônico dançante ao fundo, mas não como aquela, mesmo em se tratando de músicas no estilo rap.



                      Outra coisa interessante de Scatman é que o cantor não era um garotão afrodescendente ou hispânico com um boné na cabeça, cordões dourados no pescoço e muitos anéis nos dedos, trafegando numa limusine cercado de mulheres. Era um cantor de jazz cinquentão com bigode e vestindo terno. Até que lembra um pouco o seu Madruga, não é verdade???


                      Certas coisas surgem como novas, como se viessem para ficar, destacando-se porque vêm para revolucionar e mudar conceitos, como se fossem maneiras novas de re-estilizar coisas velhas. Com o passar do tempo, muitas dessas coisas inovadoras acabam se desgastando, se desatualizando e caindo no esquecimento. Não parece ser o caso de Scatman, tampouco dos Beatles.

                      Tenha um bom final de semana. 

 








Nenhum comentário:

Postar um comentário