O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Ultraje


                           Conforme já foi dito, houve uma recente dança das cadeiras no secretariado do governo estadual cearense. Então, alguns secretários de Estado resolveram entregar suas pastas, porque supostamente sairão como candidatos aos cargos de deputados, nas eleições do próximo ano. Trata-se de um fato inédito, porque, em alguns lugares, esses secretariados mudam mais que as escalações de muitos times de futebol, ao longo de uma temporada, o que não é tão comum no Ceará. No entanto, o mais surpreendente, nesta mudança de secretariado, é a nomeação de uma pessoa pública para o cargo de secretário de Saúde do Estado do Ceará, que, além de ser polêmica, tem uma pobre experiência nesta área.


                           Esta indicação é um insulto, não apenas aos profissionais da saúde e aos funcionários públicos, mas também à toda a sociedade. Com tanta gente qualificada e sem desabono de conduta em nosso meio, por que o governador foi escolher, para este cargo, de maneira provocativa, justamente um parente seu de primeiro grau??? Não acredito que tenha sido por falta de opção. Então, os profissionais da saúde do Ceará, mesmo os que não são servidores públicos estaduais, deveriam cruzar os braços e virar as costas, em repúdio a esse agravo moral à categoria e à sociedade.


                           Isto só vem a mostrar o quanto somos medíocres, na hora de escolhermos nossos governantes, e eles são mais medíocres ainda, na hora de escolher seus assistentes. Por essas e outras, estou com vergonha de ser cearense. Por essas e outras, o Ceará virou motivo de chacota, para o resto do país.



********



Nenhum comentário:

Postar um comentário