Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.

Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Últimas do carnaval de 2013


                       Deste carnaval que passou, além dos dias de leitura e escrita, outra boa recordação que guardo é a descoberta de que há um bloco de carnaval no Rio de Janeiro chamado Sargento Pimenta. Trata-se de um bloco recente que atrai pessoas de todas as gerações, tocando em ritmo carnavalesco os sucessos dos Beatles.


                       O nome do bloco é inspirado no disco Sargent Peppers Lonely Hearts Club Band (Banda do Clube dos Corações Solitários de Sargento Pimenta, em inglês), que, como você já sabe, foi lançado em 1º de junho de 1967, mesmo dia do aniversário deste que escreve, que nasceu alguns anos depois que os Beatles se separaram e alguns meses depois que John Lennon foi eternizado. Infelizmente, ainda não tive a honra de ver esse bloco na avenida pessoalmente. Se Deus quiser e se um dia eu tiver coragem de passar um carnaval no Rio, irei conferir o metiê desse bloco, que já está atraindo os olhares do mundo inteiro. Não permita Deus que lhes venham extorquir com história de direitos autorais.      


                       Fui informado de que, há algum tempo, o Vaticano tem defendido os direitos civis dos homossexuais, e isto gerou algumas críticas à instituição. Qual o problema??? Se o Vaticano se declara contrário ao homossexualismo e ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, é rotulado como conservador. Quando se manifesta em defesa dos direitos civis dos homossexuais, é rotulado como liberal. Defender os direitos civis dos homossexuais é defender que essas pessoas sejam melhor aceitas na sociedade, deixando de ser vítimas de preconceito, mas não quer dizer, necessariamente, que a Igreja vai deixar de considerar o homossexualismo um pecado, deixando suas portas abertas aos homossexuais e oferecendo-lhes seus sacramentos, incondicionalmente. Teoricamente, é improvável que a Igreja Católica venha a fazer esse tipo de concessão, independentemente de quem deve suceder Bento XVI, pois os poderes do Santo Padre, seja lá quem ele for, são limitados. Há certas diretrizes da Igreja Católica que são imutáveis, porque foram estabelecidas pessoalmente por Jesus Cristo, como a indissolubilidade do casamento religioso, salvo em casos especiais, por exemplo.

                       Não vejo sentido que um grupo de feministas comemore de maneira tão extravagante a renúncia do papa Bento XVI. Logo mais, virá um substituto, e a posição da Igreja, no tocante à certos temas que a sociedade toma como tabus, continuará praticamente a mesma, com maleabilidade irrisória. Então, elas não devem esperar grandes mudanças. Não compreendo porque essas ativistas do Femen são tão iconoclastas, fazendo manifestações tão apelativas, não apenas contra o papa Bento XVI, um homem de bem, defensor dos melhores valores que podemos ter, mas também contra líderes de outras religiões. Se elas querem lutar pelos direitos das mulheres, podem lutar, desde que respeitem a sociedade, sem atentar contra o pudor, por favor. Acredito que a maioria das mulheres de bom senso não se sente representada pelo Femen. Pelo que me consta, nem Deus, nem a maioria das igrejas que o representam, ou, pelo menos, dizem representá-lo, são inimigos das mulheres. Se fosse assim, o mundo não conheceria Maria, mãe de Jesus, figura feminina de maior brilho e destaque para o mundo cristão, considerada a maior mediadora entre Deus e o mundo, a maior dentre os santos católicos.


                       Enfim, espero que elas vejam que nós, homens em geral, já reconhecemos a necessidade de amar e respeitar as mulheres, cada vez mais. Então, elas já não precisam mais fazer tanto escândalo assim. Falando em amar e respeitar, lembrei-me que 14 de fevereiro é Dia de São Valentim, o santo casamenteiro do Hemisfério Norte, e esta data é, portanto, o Dia dos Namorados, de direito. Então, desejo muitas felicidades a todos os amantes e enamorados que por aqui passarem. Deixo aqui, ao final, um vídeo em homenagem a vocês, especialmente à minha menina tão querida.


                       Deixo também uma homenagem ao Dia Mundial do Rádio, este instrumento de comunicação que, mesmo não sendo completo, é rápido, ágil, e nos acompanha em nosso cotidiano, o dia todo, todos os dias, há muitos anos. Aqui, por exemplo, costumo redigir estes textos e preparar estas postagens ouvindo alguma rádio, como a Coqueiros FM, de Sobral, via Internet.



                     


*******


Nenhum comentário:

Postar um comentário