O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Carnaval


                       Conforme já devo ter comentado, ano passado, não gosto de carnaval, não me imagino fazendo o que indivíduos na casa dos vinte e poucos anos fazem, neste período, e penso que, pelo menos para mim, estes quatro ou cinco dias de descanso poderiam ser melhor aproveitados. Tudo bem, respeito o gosto de cada um, respeito também o próprio carnaval, uma festa popular que, embora não seja uma invenção genuinamente brasileira, aqui nestas terras adquiriu feição própria e veio a calhar, como uma válvula de escape para o povo extravasar sua libido e sua criatividade.


                       Admito que sou meio careta, pois meu gosto pelo carnaval é o mesmo gosto de um ateu pela Semana Santa ou por qualquer outro feriado religioso, por exemplo. Em geral, quem se considera ateu só gosta de um feriado religioso pelo simples fato de ser feriado, momento oportuno para dar uma pausa no trabalho. Só gosto do período momino porque é feriado, um feriado de raízes cristãs, diga-se de passagem. O carnaval tem raízes cristãs, por se tratar de um período de transição, durante o qual as pessoas se despedem da vida mundana, para entrarem, a partir da Quarta-feira de Cinzas, em um período de reflexão chamado Quaresma, um período de cerca de quarenta dias que antecedem a Páscoa. Em suma, os antigos já separavam esses quatro dias para "liberar geral", antes de entrarem em um período de abstinência que lembra o mês de Ramadã dos muçulmanos, porém não tão rígido.

                       Não sei se você reparou, mas, não apenas às vésperas do carnaval, mas também às vésperas dos principais feriados e datas comemorativas, os crimes, especialmente os mais ousados, acontecem com mais frequência. Na última sexta-feira, dia 8, por exemplo, após um assalto contra uma casa lotérica, no centro de Sobral, um dos criminosos saiu atirando à esmo em via pública. Atitudes como esta não são comuns, por parte dos bandidos daquela cidade. No mesmo dia, na cidade gaúcha de Arroio dos Ratos, houve um assalto à banco e uma rebelião na penitenciária local, tudo num dia só. Também no Rio Grande do Sul, todavia na madrugada de 30 de dezembro último, no apagar das luzes de 2012, um assalto foi perpetrado contra uma fábrica de joias em Cotiporã. Fatos como estes indicam que todo mundo quer curtir os feriados à qualquer preço, todo mundo quer se dar bem, mesmo que seja necessário ferir a liberdade alheia. Então, os bandidos intensificam suas atividades, em momentos como este, para garantir o pão e o circo para eles mesmos e para seus familiares. As autoridades policiais já deveriam ter se dado conta disto e tomado alguma providência. Deveriam se lembrar também de que há muitos espertalhões que sempre se aproveitam dos dias de carnaval para ganhar a vida de maneira ilícita, causando danos para eles mesmos e para terceiros.

                       Tenho medo do carnaval. Tenho medo de sair de casa, nestes dias, porque, aonde for, o perigo pode estar à espreita, na próxima esquina ou na próxima curva. Não digo isto por mim, porque faço minha parte. Costumo andar direito, tomando meus cuidados com a segurança pessoal, e observando as leis, evitando dirigir e beber, sempre me mantendo na posição de motorista da minha própria vida. O problema são os outros que podem cruzar nossos caminhos e cometer excessos, prejudicando eles mesmos e os outros. Como disse o filósofo, "o inferno são os outros".

                       Não se você também já teve a mesma impressão, ou se isto se limita à esta gente careta que não gosta de carnaval, mas, sempre que as festividades mominas e os feriadões se aproximam, ouvimos as pessoas ao redor conversando sobre seus planos para os feriados, falando em viagens, por exemplo, e surge aquela sensação de abandono, principalmente ao se dar conta de que você não faz parte dos planos para os feriados nem mesmo de pessoas próximas, ou que, pelo menos você acha que lhe são próximas, mas talvez, para elas, sua presença seja inócua ou, até mesmo, incômoda. São pessoas cujas presenças você acha que podem lhe fazer bem e que, quanto mais você quer estar perto delas, coincidência ou não, mais elas se afastam de você, porque, quiçá, em suas vidas, não haja lugar para você. Se isto acontecer da maneira que descrevi, a culpa é sua, porque você pagou pau demais para quem não merecia, mas considere-se perdoado. Isto já aconteceu comigo também. Depois conversamos sobre isto. 

                       O fato é que, nas vésperas de feriados como o carnaval, você se sente como um peixe fora da água, não é mesmo? Sair da rotina, em um feriado, por um lado é bom, para descansar o corpo e a mente, mas, por outro, sua cidade se esvazia, sua rua se esvazia, seu trabalho se esvazia, sua casa se esvazia, enfim, sua vida se esvazia. E aí, vai ficar parado ou vai tomar alguma atitude??? Prefere ficar aí, na frente da TV ou do computador, os quatro dias inteiros, esperando que os outros retornem de viagem, dependendo deles para retomar as rédeas de sua vida??? Boa sorte!!!


*******


Um comentário:

  1. Passando para desejar um ótimo feriadão de Carnaval!
    “Alegria é um bloco de Carnaval que não liga se não é Fevereiro...” Adriana Falcão
    Então que o bloco da alegria seja constante em sua vida!
    Um abraço!

    http://www.luceliamuniz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir