O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Caçador de arco-íris


                          Na manhã da última terça-feira, estava eu a voltar para casa, depois de uma noite de plantão, quando me deparei com uma cena animadora no céu: a formação de um arco-íris. Até aí, nada demais. Nada demais??!! Será???

                          Deu vontade de sair do carro e correr em busca do pote de ouro que supostamente está escondido numa das pontas do arco. Foi mais ou menos o que fiz, mas eu fui em busca do arco-íris de carro mesmo. Meu objetivo era apenas o de conseguir captar uma boa fotografia. Para isso, passei alguns minutos rodando pelas ruas, e a melhor imagem que consegui pegar foi a que está retratada acima. Tem nada não. As melhores imagens que conseguimos captar são sempre aquelas que entram diretamente em nossos olhos. Isso ninguém tira de nós. 

                          Você deve estar se perguntando porque eu fiz tanta questão de tirar fotos de um arco-íris para publicar aqui. Você pode até estar questionando minha orientação sexual, haja vista o arco íris ser usado como símbolo de algumas organizações que defendem os direitos dos homossexuais. Primeiro, a imagem de um arco-íris perfilando no céu é linda, concorda? Além disso, não sei se você percebeu, mas, nas cidades, está cada vez mais difícil apreciar fenômenos corriqueiros da natureza, não somente os arco-íris, como também o brilho das estrelas no firmamento, por exemplo. Tudo por conta, não apenas da infraestrutura urbana, mas também do nosso modo de viver cotidiano. Vivemos trabalhando, vivemos trancados em algum lugar, vivemos muito ocupados com qualquer coisa que não temos tempo para apreciar pequenas coisas.

                          Reza a lenda que, em Brasília, é mais fácil apreciar fenômenos que aparecem no céu, como o halo solar, da foto ao lado, por exemplo, porque o céu brasiliense é mais aberto. Lá não há arranha-céus, pois as leis locais limitam as alturas das edificações. Dizem que a capital tem o céu mais belo do país. Pessoalmente, acho que o céu mais bonito é o que repousa sobre o mar verde de meu litoral nordestino, sem querer ser meio bairrista, mas já sendo. De qualquer maneira, fica aí a homenagem no vídeo da canção "Céu de Brasília", na interpretação de Simone.





*****

                         

Nenhum comentário:

Postar um comentário