Viva São João!!!

Viva São João!!!
Felizes Festas Juninas.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Giro de notícias


                  Hoje faremos apenas um breve giro por algumas das principais ocorrências das últimas semanas. Comecemos fazendo referência à uma reportagem do Fantástico de 03/05/2015, que versava sobre brasileiros encarcerados em prisões no exterior, pelos mais diversos crimes, principalmente tráfico internacional de drogas, ressaltando-se que alguns foram condenados à prisão perpétua.


                   A reportagem teria sido elaborada por ocasião da execução de um outro brasileiro que estava detido na Indonésia, há mais de dez anos, por tráfico internacional de drogas, a despeito do mesmo ter quadro e diagnóstico de esquizofrenia, um transtorno mental, tornando-se, portanto, incapaz de ser responsabilizado por seus atos, o que se constituiu num ato de covardia por parte do governo da Indonésia, digno de repúdio por toda a humanidade. 


                   De qualquer maneira, espera-se que o exemplo de Rodrigo Gularte e a reportagem do Fantástico sirvam de alerta para que os brasileiros não se comportem lá fora como se estivessem aqui dentro, pois o resto do mundo não tolera certas práticas da mesma forma que são toleradas aqui. Uma vez fora do nosso território nacional, cada um por sua conta e risco.


                    O Ceará S.C. foi campeão da Copa do Nordeste, no último dia 29, após bater o E.C. Bahia, na Arena Castelão, em Fortaleza, mas não conseguiu bater o seu maior rival histórico, Fortaleza E.C., no mesmo estádio, no ultimo dia 03, pela final do campeonato estadual. Assim, o Fortaleza sagrou-se campeão cearense de 2015. Curiosamente, o Bahia sagrou-se campeão baiano, também neste domingo, revertendo a desvantagem frente ao adversário, o Vitória da Conquista, com uma goleada de 6 a 0.


                    Lamentavelmente, ao fim do clássico-rei alencarino, houve invasão de campo e atos de vandalismo, por parte de integrantes de ambas as torcidas, faltando o devido controle, por parte da Polícia Militar do Ceará, principal responsável pela segurança do evento.


                    De qualquer maneira, analisando-se imparcial e objetivamente, a vitória do Fortaleza foi justa, apesar de alguns lances polêmicos, a respeito dos quais certamente jamais se chegará a um consenso. A equipe estava passando por uma fase difícil, confinada na série C do Campeonato Brasileiro e sem conquistar quaisquer títulos, há alguns anos. Este título deve levantar a moral do clube e servir de motivação para jogadores e torcedores.

 
                    Se faltou empenho de nossa PM, para conter os ânimos, após uma partida de futebol, o mesmo não se pode dizer da PM do Paraná. Você viu que a greve dos professores da rede pública estadual do Paraná resultou em reação desproporcional, violenta e escandalosa por parte da Polícia Militar daquele Estado, envergonhando nosso país. Reação desproporcional, violenta e escandalosa essa que não se vê igual, no combate ao crime.


                    Isso vem acontecer no princípio de um ano que já está quase na metade, mas que já pode se considerar perdido, porque começou mal, com promessas de cortes orçamentários e aumentos tributários, apesar de terem-se prometido investimentos sem precedentes na educação.


                    O Paraná é governado por um partido de direita, o maior opositor do principal partido governista. Por conta disso, lamentavelmente a questão trabalhista dos docentes acabou se transformando na extensão da disputa de interesses político-partidários que vem se acirrando, desde as últimas eleições. Ou seja, estamos perdendo o foco da discussão mais importante. Se é que, algum dia, o Brasil já teve algum foco em alguma coisa. 





### ### ### ###





Nenhum comentário:

Postar um comentário