Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.

Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Adiante

                 
                       Sempre procuramos andar para frente evitando olhar para trás, na medida do possível, sempre em busca de alguma novidade para nossas vidas. No entanto, quando nos encontramos com o novo, estando procurando por ele ou não, nem sempre ele é tão novo assim como parece. O novo sempre traz algum cheiro de velho consigo.  


                       Por vezes, o novo nos chega como se fosse aquela música do Cazuza que dizia "eu vejo o futuro repetir o passado, eu vejo um museu de grandes novidades, o tempo não para...". E, como o tempo não para, precisamos seguir em frente, procurando não olhar para trás, nem para os lados, tentando ser os mais independentes possíveis, assim como os outros o são, porque eles já sabem que águas passadas nem sempre movem os moinhos. Temos que aprender isto com eles, por bem ou por mal.
                      





************





Nenhum comentário:

Postar um comentário