O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Christmas time is here again - The Beatles

Desejamos um Feliz Natal e um 2018 de bênçãos.

Desejamos um Feliz Natal e um 2018 de bênçãos.
Que não se percam os verdadeiros sentidos do Natal e da vida.

Boas festas

Boas festas
Desejamos um Feliz Natal e um 2018 de bênçãos.

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

domingo, 16 de março de 2014

Garis


                       Você soube da greve dos garis do Rio de Janeiro, durante o carnaval, e das ameaças de greves dos garis de Niterói e de Vitória do Espírito Santo, na última semana, não soube??? Pois bem, essas manifestações estão servindo para mostrar urbi et orbi algumas de nossas mazelas e lembrar que não podemos atropelar a vida humana em favor do apoteótico, seja no carnaval ou na Copa. Porque o ser humano parece estar perdendo seu espaço no mundo, e isto nos deixa muito preocupados.

                       Os garis realizam um trabalho árduo que é visto como degradante e repulsivo por muitos, mas que, apesar de sua nobreza, é muito mal remunerado, e os caras passam muitas necessidades. Suas causas são justas, portanto. Então, como já foi dito, estamos mal acostumados a ter tudo na mão com pouco esforço, tudo feito pelos outros, e mais do que nunca, os cidadãos do Rio de Janeiro e os turistas que lá estiveram no carnaval sentiram isso na pele, ao se depararem com as montanhas de lixo espalhadas pela cidade que ainda é vista como maravilhosa por alguns.

                       Falando em garis, lembramo-nos de que, durante a edição de um telejornal que foi ao ar em 31 de dezembro de 2009, foi apresentado um vídeo em que dois garis desejavam "Feliz Ano Novo" aos telespectadores. Em seguida, enquanto transcorria a vinheta do telejornal chamando o intervalo comercial, sem saber que o áudio ainda estava aberto, o âncora fez um comentário depreciativo sobre os garis, que foi transmitido no ar. Foi uma grande mancada que ele deu.
    
                       Existem opiniões que é melhor que guardemos conosco, ainda mais se formos pessoas públicas como ele, que achou surpreendente o fato de dois garis, trabalhadores que sofrem para ganhar pouco e que levam vidas penosas, fazerem votos de ano novo na TV, como se eles não tivessem motivo algum para ser felizes. Ainda bem que, apesar das adversidades da vida, muitos daqueles que sofrem, como os garis, os calouros de qualquer curso universitário, os internos (doutorandos) de medicina e os médicos residentes, por exemplo, ainda têm esperanças no futuro e motivos de sobra para levar a vida com bom humor e para desejarem “Feliz Páscoa”, “Feliz Natal” e Feliz Ano Novo”.


                       Já fui também um gari, até um dia desses. Como foi dito, lá no Consciência Acadêmica, o interno e o residente são, praticamente, os garis da medicina. Existem coisas que enfermeiras e técnicas de enfermagem não podem fazer, porque são atribuições legais do médico, mas, quando o médico está com preguiça de fazê-las, manda o residente fazer, e este manda o interno, quando há um interno disponível. 

                       Os garis foram, com justiça, homenageados por uma escola de samba do Rio de Janeiro, há alguns anos. Deixamos aqui nossos parabéns aos garis do Rio de Janeiro pela recente conquista dos 37% de aumento em seus salários e esperamos que os garis de outras cidades também consigam o mesmo. Ainda não devem receber o suficiente para fazer frente ao custo de vida, mas já é um avanço significativo.  

                       À título de esclarecimento, essa história de que os garis do Rio de Janeiro vão ganhar mais que todos os médicos está distorcida. Os salários dos garis do Rio de Janeiro superarão apenas os de um grupo específico de médicos: os peritos do município, que recebem vencimentos aviltantes e inferiores a um décimo do piso salarial estabelecido para a classe médica, que é de R$ 10.142,00, para uma jornada de 20 horas semanais de trabalho, de acordo com os cálculos da Federação Nacional das Entidades Médicas, a FENAM. Ainda não encontramos um companheiro que receba essa remuneração dentro do padrão estabelecido, mas continuaremos a almejá-la.



************



Nenhum comentário:

Postar um comentário