Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.

Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
Tire o pé do acelerador e redimensione sua vida.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Arena 3



                       Há algum tempo, comentários maldosos e preconceituosos contra o povo nordestino ganharam repercussão nas redes sociais. Tanto é que os autores daqueles comentários chegaram a ser processados em juízo.


                       Sem querer defender os autores dos comentários mas, falando sério, se aqueles comentários ganharam tanta repercussão, a culpa é sua também, porque você leu. Sim, você também tem culpa no cartório porque você deu cabimento. Se tivessem escrito algo positivo e engrandecedor, como elogios aos nordestinos, por exemplo, teriam passado batidos, porque você não os teria lido.

                       Na verdade, somos todos culpados, porque só lemos, ouvimos, vemos, enfim, dispensamos muita atenção àquilo que não presta. Por isso, os programas policiais, em geral, têm níveis de audiência consideráveis. Tudo bem que eles são necessários para que os cidadãos fiquem bem informados sobre o que acontece ao redor e sobre os perigos a que estão expostos, mas eles precisam ser tantos, nem tão sensacionalistas.

                        Enfim, quando alguém faz o bem, ninguém repara. Entretanto, quando alguém erra, o mundo desaba-lhe sobre a cabeça. Já reparou nisso???



**********