O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

domingo, 5 de janeiro de 2014

Barrados no baile 2


Com efeito, os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz. E eu vos digo: Usai o dinheiro injusto para fazer amigos, pois, quando acabar, eles vos receberão nas moradas eternas. Quem é fiel nas pequenas coisas também é fiel nas grandes, e quem é injusto nas pequenas também é injusto nas grandes.
Por isso, se vós não sois fiéis no uso do dinheiro injusto, quem vos confiará o verdadeiro bem? E se não sois fiéis no que é dos outros, quem vos dará aquilo que é vosso? Ninguém pode servir a dois senhores. porque ou odiará um e amará o outro, ou se apegará a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro.'  
Lucas 16, 8 - 13

                          Noite de terça-feira, 31 de dezembro. Estava em Sobral com minha namorada e com meu sogro procurando um restaurante onde pudéssemos jantar e avistar a queima de fogos de artifício nos céus, com o apagar das luzes de 2013, além de, se possível, acompanhar as apresentações de artistas contratados pela Prefeitura de Sobral, como Zé Ramalho, por exemplo, para os festejos públicos sempre celebrados na ocasião, desta vez no parque da margem esquerda do rio Acaraú.

                          Mais uma vez, não havia onde estacionar, e os restaurantes às margens do rio estavam lotados. Saímos à procura de outros restaurantes cidade afora. Mesmo esquema de Fortaleza, no dia da luta. Onde havia espaço para mais clientes estavam vendendo mesas ou ingressos individuais. Optamos por um restaurante às margens de uma velha lagoa, ao som de um forró pé-de-serra. Até que não saiu caro e nos alimentamos bem. Não posso dizer que foi o melhor reveillon da minha vida, mas também não posso dizer que foi o pior, pois, como diz o ditado, onde está o coração está também o seu tesouro. Despois conversamos mais sobre isto.

                           Não sei dizer se foi muita esperteza da parte dos donos daqueles estabelecimentos, querendo faturar alto em cima daquelas oportunidades, ou apenas zelo com a segurança, para evitar superlotação e possíveis tragédias, como aquela que dizimou centenas de vidas, na boate Kiss.

                           Naqueles momentos narrados nestas postagens recentes, viram-se exemplos de esperteza, ganância, oportunismo, especulação e cautela que devem sempre vir acompanhadas, em qualquer parte do mundo, não apenas capitalista, mas em todo o mundo onde existe gente, instituições como Estados e empresas, e vontade de engrandecer, materialmente falando. Lamentavelmente, nesta dança, alguém sempre acaba sendo barrado no baile e ficando de fora. Depois conversaremos mais sobre isto.



***********