O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Um novo jeito de caminhar



                      Como mencionei, em postagem anterior, o exemplo do ex-vocalista do Chiclete com Banana, Bell Marques, lembrei-me de que, logo mais, também terei de encontrar um novo jeito de caminhar sozinho, por mais que ainda não me sinta completamente seguro para isto.

                      Com relação ao que aconteceu com aquele grupo, declaro que não sou chicleteiro, mas respeito quem é e lamento pelo que aconteceu. Não posso negar que eles são um ícone da música brasileira e continuarão sendo. Posso estar esticando a baladeira com as comparações que farei, mas os Titãs, por exemplo, sobreviveram, mesmo sem Arnaldo Antunes e sem Nando Reis, e estes também sobreviveram fora do grupo. Já os Beatles se dissolveram e o grupo deixou de existir em corpo presente, mas continua vivo em espírito presente nos nossos ouvidos, nas nossas mentes e nos nossos corações, por conta do legado cultural deixado para a eternidade. Seus integrantes também conseguiram sobreviver fora do grupo, embora suas carreiras solo tenham sido medíocres, se comparadas com tudo aquilo que a banda representou. O Chiclete com Banana pode não ter a mesma qualidade técnica dos Beatles, mas também tem potencial para se eternizar como os ingleses, pelo significado de seu legado cultural para muitos brasileiros.

                      Já que estamos falando em música, não podemos encerrar a postagem sem apresentar também um vídeo alusivo ao centenário de nascimento do eterno "poetinha" Vinícius de Moraes. Devemos ser gratos à Deus por ter permitido que pessoas e artistas como todos os supracitados passassem por aqui.






*******



Nenhum comentário:

Postar um comentário