Viva São João!!!

Viva São João!!!
Felizes Festas Juninas.
O Profeta diz a todos: "eu vos trago a verdade", enquanto o poeta, mais humildemente, se limita a dizer a cada um: "eu te trago a minha verdade."

Mario Quintana

Editorial

Embora o Brasil não esteja em uma boa fase de sua história e não esteja sendo bem administrado, retroceder ao passado, principalmente àquele passado mais remoto e sem resultados satisfatórios para a coletividade, não é a solução.

Uma geração acreditou que, quando a oposição chegasse ao poder, finalmente, sentir-se-ia representada. Votou em um candidato à presidente que caiu e se levantou, algumas vezes, mas agora já não sabe mais em quem confiar, porque não há mais representações legítimas, para os trabalhadores e os estudantes. Existem apenas partidos para representar seus próprios interesses ou defender os privilégios de seus aliados diretos.

Dar vazão às mentes e às vozes que querem questionar e repensar o Brasil de uma maneira distinta, objetiva e imparcial. É para isto que estamos aqui.

Display

Pesquisar neste blog

Inscreva-se e siga nossa newsletter

Translate us (traduza-nos)

domingo, 27 de outubro de 2013

Parem tudo que eu quero descer 7


                   Muita gente acredita que a solução para desafogar o trânsito de uma cidade é, simplesmente, construir mais túneis e mais viadutos e duplicar as larguras das principais vias, além de implantar um sistema de rodízios de veículos. Estas medidas, em princípio e com exceção dos rodízios, são bem-vindas e resolvem o problema. Entretanto, o problema deve retornar, cedo ou tarde, pois a população deve continuar crescendo, a cidade deve continuar crescendo e a quantidade de veículos nas ruas deve continuar crescendo, até não haver mais espaço para crescerem os elementos citados, nem para se construírem novas estruturas de tráfego.


                   Para se resolver o caos no trânsito, deveriam ser pensadas soluções como se pensam soluções para a saúde. Um exemplo prático: as soluções mais cômodas e mais imediatas para a superlotação no setor de emergências do HGF (Hospital Geral de Fortaleza), por exemplo, seriam a ampliação da estrutura física daquele hospital, a construção de outros hospitais de apoio e a contratação de mais mão-de-obra qualificada, de preferência por meio de concurso público. Estas medidas, em princípio, também são bem-vindas e resolvem o problema. Entretanto, você precisa ter uma visão de futuro e considerar que a demanda pelos serviços de saúde deve continuar crescendo, porque mais pessoas vão continuar adoecendo, e assim, logo mais, os pronto-socorros voltarão a ficar superlotados. Foi o que aconteceu com muitas delegacias de polícia de Fortaleza, que foram esvaziadas de presos, quando foram inauguradas as Casas de Privação Provisória de Liberdade (CPPLs), para onde muitos deles foram transferidos, mas logo as delegacias voltaram a ficar abarrotadas.


                   Então, para áreas como saúde, trânsito e segurança pública, é preciso pensar em soluções à longo prazo, soluções que atuem preferencialmente sobre as demandas desses serviços, por exemplo. Na saúde, por exemplo, poderiam ser implementadas medidas para tentar evitar que aquelas pessoas adoecessem e precisassem recorrer àqueles hospitais hipertrofiados, como o HGF, e precisassem passar por aquelas situações constrangedoras. Se querem reestruturar a atenção terciária em saúde, tudo bem, mas por que não reestruturar melhor a atenção primária também, investindo mais em medicina preventiva??? Os programas PROVAB e Mais Médicos foram tentativas grosseiras do poder público com este intuito.


                   Quanto ao trânsito, como já foi dito antes, por que não investir mais em alternativas ao uso de veículos automotores, incentivando a população a trocá-los, na medida do possível, pelos transportes coletivos e pelas bicicletas??? Para que a população se sinta segura a fazer essas permutas, precisamos investir mais em segurança. Por que, além de construir mais delegacias e mais penitenciárias, não investimos em medidas que desencorajem cada vez mais pessoas a aderirem ao submundo do crime??? Por que não reformamos as nossas leis penais e não punimos exemplarmente quem corrompe menores e quem comercializa drogas??? Por que não investimos mais em educação e em geração de empregos??? Certamente, não é a primeira vez que você ouve ou lê estas propostas, que já foram tão expostas, mas que ninguém toma uma atitude e tenta pô-las em prática, porque é muito chato ter que ficar lembrando essas coisas aos nossos políticos, todos os dias.



*******


Nenhum comentário:

Postar um comentário